Hey menina, tá na hora de amar de novo!

12:00



Hey, menina! É, você mesma. Vou começar assim, justamente porque sei que você não gosta. Se não quiser continuar a leitura, sem problemas, mas pelo que eu te conheço, a curiosidade não vai deixar. Então se acomoda, porque esse é o seu texto. 

Por falar em curiosidade, não pude deixar de reparar o quanto seus olhinhos são curiosos. E lindos. Acho que foi o que mais me chamou a atenção e consigo lembrar a minha reação quando te vi passar pelo meu feed.

'CA-RA-LHO!' 

Assim, em caixa alta mesmo. Gritado. Se eu morasse num prédio, tinha acordado meia dúzia de vizinhos. Tá, talvez eu esteja exagerando um pouco, mas exagero mesmo é você com esse jeitinho, com esse cabelo preto que me deixa sem jeito (aooo Jorge e Mateus), com esse olhar profundo...

Eu não precisei de muito pra me encantar por você. Acho que ninguém precisa. Teu jeito cativa, tua beleza encanta, tua fé revigora.

Essa fé que faz a gente acreditar que amanhã pode ser melhor, saca? 

E há de ser um novo dia. Uma nova história. Reaprendi com você que dá pra recomeçar. É só ter fé. 

Tu é menina dos olhos de Deus. Esse mesmo Deus que, com certeza, me olhou com carinho tempos atrás. 

Eu sei, que tu fica puta quando eu te chamo de menina, mas entenda que é com carinho, menina. Porque é assim que eu te enxergo. Menina do sorriso bonito, do cabelo escuro e dos olhos brilhantes, que formam o contraste mais lindo que eu vi nos últimos tempos. 

Eu sei que já te prometeram um milhão de coisas e te machucaram por outros dois milhões. Prometo não entrar pras estatísticas. Já tem gente demais fazendo isso, então vou prometer algumas coisas que eu sei que não vão faltar. E menos ainda te machucar. 

Eu sou poeta exagerado, que muitas vezes se enrola nas palavras por sentir de mais. Então eu te prometo carinho, companhia e cafuné pros dias de preguiça - e que não são poucos. Pros dias de disposição, seria uma boa um pote gigante de açaí, mas já que não gosta, a gente troca por coxinha, o que você acha? 

Te prometeria uma cerveja gelada, mas já que você não bebe (deixa pra mim), a gente troca por uma Coca, o que você acha? Ah, a mocinha acabou de dizer que só tem Pepsi. Pode ser? E pra não dizer que eu sou chato, prometo até te ajudar a escolher a cor do esmalte, em cada uma das 27 vezes que você for fazer a unha na semana. É um vício estranho, mas cada um com o seu, né.

O que eu quero em contrapartida? Só continua sendo você. E não esquece de mim. Me deixa te conhecer. Quero saber dos teus sonhos, dos teus medos... E prometo tentar não ser só mais um. Lembro que um dia tu me perguntou o que eu esperava de você. Agora é só reciprocidade, porque a inspiração eu já tive. Obrigado por isso. 

Agora, se quiser pode deixar de ficar com um pé atrás, e colocar os dois aqui, do meu ladinho, pra quando eu virar, conseguir me encantar ainda mais contigo e esse brilho tão foda que você tem no seu olhar.





DIEGO HENRIQUE.

Prazer, Diego Henrique, 25 anos, Paulista e solteiro. Um aquariano na casa dos vinte, que brinca com as palavras e coloca os sentimentos na ponta dos dedos.

You Might Also Like

3 comentários

  1. Nossa que tudoo. Parabéns é tudo que uma mulher quer ouvir/saber de um "amor" ou futuro "amor" rs

    ResponderExcluir
  2. Foi pra mim ? Acho que sim !! Amei!!!

    ResponderExcluir

Subscribe