Talvez em um outro momento!

12:00


Quem sabe a gente e esbarre em algum outro momento da vida, com pensamentos diferentes, novos ideais e dessa vez com a imensa vontade de dar certo, quem sabe em algum outro momento a gente se reconheça e entenda que para dar certo os dois precisam querer.

Arquivarei as nossas fotografias, deixarei a sua gaveta reservada e a sua xícara permanecerá no meu armário, quem sabe quando você voltar com as ideias mais maduras, o coração mais tranquilo e a vontade de estar junto seja real, as suas coisas ainda estejam por aqui te esperando.

Quem sabe com essa distância conheçamos outras pessoas, não se culpe por isso, assim como eu também não me culparei, o nosso momento passou e é necessário seguir em frente, talvez em outro momento possamos ser nos dois novamente, porém não agora.

Se me vir na rua, não finja que não me reconheceu, pode me sorrir, mesmo que seja aquele sorriso amarelo, não precisamos ser inimigos porque algo não deu certo, o nosso tempo era outro e ás vezes é necessário se afastar para que possamos amadurecer.

Quero que saiba que a nossa história e um capítulo importante do livro da minha vida, foi com você que aprendi que não e feio chorar quando se está nervosa, que o silencio muitas vezes responde milhões de perguntas e que o desejo de estar junto, nem sempre é o suficiente para que algo de certo.

Talvez em outro momento sejamos nós dois novamente, passeando no parque de mãos dadas, curtindo um fim de semana frio no sofá, fazendo planos, dividindo histórias e estando junto por que deseja realmente estar – pode ser que em algum momento tenhamos tudo isso de novo, porém não agora, nesse momento só posso te desejar felicidades, seja feliz e voa atrás do seus sonhos e saiba que independente do momento estarei sempre torcendo por você.

Pode ser que em um novo momento sejamos nós dois novamente!



      ANDRESSA LEAL.
Andressa, desde 1986. Mauá - SP,  1986, paulista, nascida em Santo André, criada e residente de Mauá. Enfermeira por formação, sem exercício da profissão, e escritora por paixão.
Encontra na escrita a sua rota de fuga e seu refugio único. Não é aquele tipo que se define, acredita que quem muito se define, acaba se limitando.

SITE | FANPAGE | INSTAGRAM | TWITTER | CANAL





You Might Also Like

1 comentários

  1. "Quero que saiba que a nossa história e um capítulo importante do livro da minha vida, foi com você que aprendi que não e feio chorar quando se está nervosa, que o silêncio muitas vezes responde milhões de perguntas e que o desejo de estar junto, nem sempre é o suficiente para que algo de certo"

    Parabéns pelo texto, linda :)

    ResponderExcluir

Subscribe